Verdade

Sim, trocamos as bolas essa semana…


Meu braço estendido repousa no vazio da cama. (no outro lado não há ninguém). O cinzeiro transbordando me diz que você não dormiu. Pudera, as garrafas vazias são testemunha. In vino veritas, penso, mas lembro que menti. E assim confesso, choro. Juro meu amor eterno às quatro paredes. Mas a verdade?

A verdade é que eu dormi e você foi embora.

Por Boris Glazunov

1 Comentário

  1. Roberto Mota fala: Responder

    Ótimo ! “A verdade é que dormi ” nos leva a mil pensamentos. Parabéns

Gostou? Deixe seu comentário!