• Dica da EMA
  • Sem Amor

    O mais novo filme do queridinho da crítica europeia, Andrey Zvyagintsev, rendeu ao diretor mais um prêmio do júri no festival de Cannes de 2017. Sem Amor é uma obra menos politizada, mas que apresenta forte crítica social, como em Leviathan, dessa vez mais focada no individualismo e materialismo inerentes ao estilo de vida contemporâneo […]

  • Dica da EMA
  • Aquarius

    O segundo longa metragem de Kleber Menconça Filho talvez seja ainda melhor que seu filme de estreia, o aclamado O Som Ao Redor. Em Aquarius, Mendonça Filho novamente utiliza uma ambientação de classe média para questionar alguns aspectos do status quo nacional. A visão predominante nas artes narrativas, já há algum tempo, é a de […]

  • Conto
  • Rastros

    Devagar desceu a ladeira, com os cabelos do banho molhados, recendendo ainda o perfume que escorria de tantas ondas e em ondas roçava as espáduas, se derramava até a dança das ancas e respingava pelas pedras da rua, deixando de si um rastro úmido. Os olhares de todas as janelas e dos bancos à beira […]

  • Dica da EMA
  • Como Eu Terminei Esse Verão (Kak ya provel etim letom)

    A mídia ocidental parece ter alguma fixação com Vladimir Putin. Como Eu Terminei Esse Verão, obra de Alexei Popogrebski, já foi descrita como uma “alegoria sobre a Rússia moderna, em que os dois personagens principais representam os dois lados do regime de Putin”. Qualquer um que assista esse filme, no entanto, terá dificuldade em encontrar […]

  • Dica da EMA
  • Dans La Maison

    O estilo de François Ozon é controverso, sobretudo pelo voyeurismo de algumas de suas obras, das quais quem sabe a mais conhecida seja Jaune et Jolie. Em Dans La Maison, Ozon desenvolve uma narrativa metalinguística, combinada com elementos de drama e suspense, em que é propositalmente difícil compreender o que é realidade (dentro do pacto […]

  • Dica da EMA
  • Fausto

    Embora contenha diversas referências ao famoso poema de Goethe, a história do Fausto retratada pelo diretor Aleksandr Sukurov distancia-se da lenda original. Nisso, a obra segue a tendência estabelecida por Moloch, Taurus  e O Sol, os três componentes anteriores de sua tetralogia sobre os efeitos corruptores do poder. Em todas estas obras, as figuras retratadas […]