Pedra e Sol

 

De pedra eram os peitos da terra

de pedras os lagos de então

dos galhos fruto não se desprega

de vidro e pó era o pão.

 

A seca na planície e na serra

o verde esqueceu plantação

 o rio é só leito de terra

o sol há só no sertão.

 

A chuva não sabe o caminho

do oco do fim do mundo

sozinha chora baixinho

nas pedras de um vale profundo.

Por Lilia Souza

Gostou? Deixe seu comentário!