Expresso do Amanhã

Snowpiercer

Baseado na HQ Le Transperceneige, Expresso do Amanhã tem uma premissa pouco usual: com a intensificação do aquecimento global, países desenvolvidos decidiram dispersar um agente químico na atmosfera, o que levou a uma catástrofe. Ao invés de reduzir o aumento de temperatura, o agente fez com que a Terra entrasse numa nova era do gelo, e o que resta da população humana agora habita um trem que não para nunca de rodar. Fora uma breve introdução, não há nenhuma indicação de como as pessoas foram parar em um trem, ou porque ele tem que ficar o tempo todo em movimento. Sabemos, no entanto, que o motor do trem é um moto perpétuo, razão pela qual este filme se encontra em um sem número de listas de filmes cientificamente incorretos na internet. Incongruências à parte, o primeiro filme em língua inglesa de Bong Joon-ho é certamente um dos filmes mais originais dos últimos anos, especialmente em termos visuais.

Neste trem, como em qualquer outro, os passageiros são divididos em classes. A frente é habitada pela elite, que vive em condições extremamente luxuosas, em forte contraste com a terceira classe, que é forçada a comer uma proteína gelatinosa feita de insetos e a viver em vagões escuros e insalubres. Muitos dos passageiros de terceira classe não tem um ou dois membros, possivelmente porque qualquer ato de rebeldia contra o sistema é punido com a exposição de membros às condições externas. Com uma grande revolta planejada para um futuro próximo, Curtiss Everet – o tipo de personagem para quem a liderança é mais um fardo do que um privilégio – terá que enfrentar seus próprios demônios e liderar os oprimidos para a frente do trem.

1 Comentário

  1. josue costa teixeira fala: Responder

    e uma distopia bem feita!!!

Gostou? Deixe seu comentário!