Donnie Darko

donnie-darko

Donnie pergunta:

Por que você está vestindo esta fantasia de coelho idiota?

Frank responde:

Por que você está vestindo esta fantasia de humano idiota?”

Apesar do cenário mundano: um cinema vazio, cuja única audiência é Donnie e sua namorada, que está dormindo, a pergunta de Frank adquire um sentido transcendental, dadas as coincidências que levaram Donnie àquele lugar. Frank é seu amigo imaginário, um coelho monstruoso de dois metros de altura. Alguns dias antes, Frank o alertou de que o mundo iria acabar em exatos vinte e oito dias, seis horas, quarenta e oito minutos e doze segundos, logo após salvar sua vida ao atraí-lo para fora de casa pouco tempo antes de uma turbina de avião despencar sobre o quarto em que dormia. Este é apenas o primeiro de uma série de estranhos eventos que se passam nos próximos dias, muitos dos quais causados por Donnie ao seguir os conselhos de Frank. No entanto, conforme as sugestões de coelho vão se tornando violentas, a falta de julgamento de Donnie o transforma em um risco aos outros e a si mesmo.

O filme de estreia de Richard Kelly é uma mistura surrealista de drama adolescente com thriller psicológico. O relacionamento de Donnie com sua família e psicóloga ajudam a retratar uma alma bondosa, mas perturbada, que, durante um doloroso processo de afastamento da realidade, encontra amor e compreensão onde menos esperava. O final nos deixa com uma sensação ambígua, tristes pelo destino do garoto, mas felizes por tudo aquilo que este mesmo destino o permitiu experimentar.

Por Henrique Fanini Leite

Gostou? Deixe seu comentário!