• Conto
  • Dia dos Mortos

    Não, não o coração: o cérebro. Desde a primeira consulta com Dra. Maura, Iolanda não fazia mais o tipo que acredita em sentimentos. Agora tinha fé na supremacia dos processos químicos. Era isso que a Dra. explicou: que as sinapses não funcionavam muito bem fazia um ano, já. Exatamente um ano, hoje, que os receptores […]

  • Conto
  • Rastros

    Devagar desceu a ladeira, com os cabelos do banho molhados, recendendo ainda o perfume que escorria de tantas ondas e em ondas roçava as espáduas, se derramava até a dança das ancas e respingava pelas pedras da rua, deixando de si um rastro úmido. Os olhares de todas as janelas e dos bancos à beira […]

  • Conto
  • Linha 13

    Victor R. Maciel, 37 anos, motorista de ônibus. Encoste nele não, menina, sai daí, tem perigo de explodir tudo! Traduziu o berro da velhota em meio ao que soava como um culto falado em línguas. A trilha sonora nublada foi ganhando sentido à medida que a consciência ia se libertando das ferragens. Descascou o sangue […]

  • Conto
  • Geração Y

    Sentavam-se frente à frente no café do museu. Ela tinha os cabelos curtos verde metálico, vestia uma jeans azul sem rasgos e uma camiseta listrada com a foto dum cachorrinho. No braço esquerdo uma pulseira de prata cheia de penduricalhos, no pescoço um escapulário e um pingente de cristal para espantar mau olhado. Rasteirinhas pretas […]

  • Conto
  • Entre as Marquises do Óbvio

    marquises do obvio

    De mão em mão. O mocinho panfleta a alma, versejada, aos usuários do metrô. Acha-se e se perde. Há chegada na recepção dos destinatários e partida, no amassar e lançamentos das sangradas palavras: ao chão ou no mais profundo de algum bolso desocupado. Cada face nula valida o instinto do jovem “poetinha” como é (insuportavelmente) […]